O Ministério da Educação (MEC) liberou R$ 22,94 milhões para pagamento de bolsas destinadas a estudantes do ensino superior. O maior volume de recursos, R$ 14,15 milhões, é direcionado a cerca de 18 mil estudantes cadastrados no programa Bolsa Permanência (PBP). O benefício é concedido a estudantes de graduação em situação de vulnerabilidade socioeconômica, além de indígenas e quilombolas.

De acordo com o ministério, a bolsa é um auxílio financeiro, de cunho social, para custear gastos durante o curso em que a carga horária impede o bolsista de ter atividade remunerada. Outros R$ 3,84 milhões serão destinados ao pagamento da Bolsa Permanência aos bolsistas do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Os restantes R$ 4,95 milhões beneficiarão cerca de 8,3 mil estudantes e 700 prfessores que participam do Programa de Educação Tutorial (PET) nas instituições de ensino superior. O programa oferece bolsas de tutoria a professores e de iniciação científica a estudantes de graduação para o desenvolvimento de projetos que integrem ensino, pesquisa e extensão.

Agência Brasil / Humaitá Notícias